conteúdo da página

Transtorno Dissociativo de Identidade

O que é o TDI?


A mudança de personalidade poder ser também conhecido como Transtorno Dissociativo de Identidade( TDI) o estudo deste transtorno aconteceu através de Sigmund Freud por volta do século XIX, que explicava que sintomas de dissociação em pessoas histéricas, afetam a memória, auxiliando assim, no sintoma da amnesia do paciente, desta forma, o mesmo cria um personagem ou várias personalidades, para fugir ou lidar com determinada situação.


Quais as causas?


Na compreensão psiquiátrica a multiplicidade alter (personalidade) acontece devido ao aporte alto de estresse ao qual o indivíduo é apresentado, assim para um refugio e como mecanismo de defesa, acaba surgindo uma a personalidade, ao qual seria capaz de lidar com a situação, assim sendo alternada de acordo a necessidade do indivíduo.

A interpretação psíquica pode variar de acordo a sua cultura, como ela lida com toda questão de sofrimento, divisão social e conflitos internos, sua maior incidência é entre as mulheres, devido a sua maior propensão a exposição aos abusos, sexuais e abusos físicos, o alto estresse também é um dos fatores.


Alguns sintomas?


Devido essa fluidez de alter, algumas vezes são facilmente confundidos com a esquizofrenia, está tem sua incidência sem a real sobreposição de uma personalidade por outra, bem como existe uma confusão de um variado número de vozes, chamado de polifonia, muitas vezes associadas com alucinações.

Existem alguns outros sintomas que podem ocorrer em pacientes com TDI, são estas alucinações táteis, gustativas e olfativas, esses sintomas estão estreitamente ligados a nova identidade, por isso como dito acima, algumas vezes são facilmente confundidos com algum transtorno psíquico ligado a esquizofrenia.


Tratamento


A terapia é uma das formas de tratamento, além do medicamentoso, a psicoterapia a longo prazo, tem como intuito contribuir para a cooperação entre as personalidades, reduzindo os

sintomas, priorizando por si a segurança do paciente, o uso da hipnose sendo orientada com a imaginação, é uma agente facilitador para a unificação da personalidades, isso acontece por intermédio de uma negociação que ocorre com as personalidades envolvidas, afim de dessensibilizar de maneira progressiva as memórias traumáticas, sendo estas a fonte do surgimento das personalidades, sendo assim de suma importância para o tratamento.


Por: Narayane Bispo e Valéria Dias

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Boa tarde!

Não use seu direito individual para atingir a vida do próximo.

Acessibilidade

Avaliação Institucional

Regimento Interno

Alunos Certificados

Vestibular
Indique um Amigo
Reingresso
Financiamento Estudantil
Adote uma Família